Dia Internacional da Mulher: 108 anos de história Notícias

08/03/2018 11:30

No dia 8 de março é celebrado o Dia Internacional da Mulher marcado por diversas manifestações, homenagens e debates ao redor do mundo. Anualmente, a ONU (Organização das Nações Unidas) Mulheres divulga um tema que reflete o ano que passou na perspectiva feminina. Em 2018, após um grande crescimento dos debates sobre assédio sexual, violência e desigualdade de gênero em escala mundial, o tema escolhido foi: “O tempo é agora: Ativistas rurais e urbanas transformam a vida das mulheres”.

A ideia de celebrar um dia das mulheres surgiu no início do século XX, em meio às lutas por sufrágio universal e igualdade que marcaram a época. A proposta de uma celebração internacional foi feita pela primeira vez no II Congresso Mundial de Mulheres Socialistas em 1910. O dia 8 de março, contudo, foi escolhido em homenagem a um incêndio numa fábrica de tecidos em Nova York, no ano seguinte. A tragédia resultou na morte de 125 mulheres, em sua maioria jovens imigrantes entre 13 e 23 anos, que eram a principal mão de obra no local.

A ONU incluiu a data em seu calendário oficial em 1975, lembrado como o Ano Internacional da Mulher.  Desde então, a visibilidade do dia vem crescendo em diversos países, assim como o alcance dos movimentos pela igualdade de gênero. Seja por iniciativas da ONU ou por movimentações espontâneas, as últimas décadas foram marcadas pelos debates sobre a condição atual da mulher.

A escolha do tema deste 8 de março é reflexo da ampliação do alcance das questões de gênero. Ao homenagear as mulheres ativistas, a ONU chama a atenção para as campanhas que agitaram o cenário internacional no último ano, especialmente nas redes sociais. Seja com o #MeToo (“Eu também”) americano, o #BalanceTonPorc (“Denuncie seu agressor”) francês ou com o #NiUnaAMenos (“Nenhuma a menos”) argentino, mulheres de todo o mundo ousaram levantar suas vozes para denunciar o assédio sexual, a violência de gênero e a desigualdade. A onda de denúncias chegou, inclusive, em Hollywood e marcou presença na temporada de premiações desse ano. No Brasil, não foi diferente. O debate de gênero aparece cada vez mais, tanto nas redes sociais quanto na grande mídia, em manifestações de rua e em campanhas publicitárias.

Tivemos inúmeros avanços nos últimos 108 anos. Mas ainda temos um longo caminho pela frente. O Dia Internacional da Mulher nos relembra da importância de celebrar nossas conquistas e seguir avançando em direção a um futuro cada vez mais igualitário.