Institucional

Faria Lima

PREFEITO JOSÉ VICENTE DE FARIA LIMA

 

A gestão do brigadeiro José Vicente de Faria Lima como prefeito da cidade de São Paulo foi uma das mais marcantes da administração pública brasileira. Uma pesquisa realizada no final do seu mandato, em 1969, apontou uma popularidade jamais igualada: 97% dos paulistanos o consideraram bom ou ótimo prefeito.

 

Durante o seu governo, Faria Lima contribuiu de maneira significativa para soluções viárias da metrópole paulistana, notabilizando-se pela construção das principais vias da cidade, entre as quais,as marginais dos rios Pinheiros e Tietê e a interligação das avenidas 23 de Maio e Rubem Berta, além do alargamento de diversas avenidas, como a Faria Lima (antiga rua Iguatemi) e a Rebouças.

 

O início das obras do Metrô, uma aspiração da cidade já na época, também esteve entre as principais metas do governo do prefeito Faria Lima. Para iniciar os estudos sobre a implantação do sistema metroviário foi criado, em 1966, o GEM – Grupo Executivo Metropolitano, antecessor do Metrô de São Paulo, que surgiria em abril de 1968.

 

Pontos de informação criados nas regiões das obras do Metrô para que os paulistanos pudessem acompanhar 
o andamento da construção

Testes do Metrô em 1972, uma das obras viabilizadas
na gestão do prefeito Faria Lima

 

O consórcio HMD, uma associação de duas empresas alemãs (Hochtief e Deconsult) e a brasileira Montreal ganhou a concorrência para elaborar os estudos econômico-financeiros e o pré-projeto de engenharia. A proposta começou a ser executada em dezembro de 1968. Dificuldades na obtenção de financiamento das obras levaram o sucessor de Faria Lima a desacelerar o ritmo dos trabalhos, privilegiando outras obras viárias. Clique aqui para ler a biografia completa do prefeito Faria Lima.

 

 


Prefeito Faria Lima, em janeiro de 1969, na inauguração dos painéis do pintor Clóvis Graciano instalados na avenida Rubem Berta, uma das obras viárias do prefeito Faria Lima


Prefeito Faria Lima reunido com o seu secretariado e auxiliares, em 1968. À sua direita, o secretário de Negócios Internos e Jurídicos da Prefeitura, Teófilo Ribeiro de Andrade Filho, que em 1969 assumiu a presidência do TCM