Em março, TCM vai receber postos de cadastramento biométrico do TRE-SP Notícias

08/02/2018 17:00

Nos períodos de 12 a 16 e de 19 a 23 de março próximo, das 13 às 18 horas, o Tribunal de Contas do Município de São Paulo (TCMSP) vai colocar à disposição dos servidores cinco postos de cadastramento biométrico, resultado de parceria com o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP). O objetivo da campanha é incentivar o comparecimento de eleitores aos locais de cadastramento e permitir aos servidores, funcionários aposentados e terceirizados do TCMSP a atualização eleitoral no próprio local de trabalho.

Durante esses dez dias, o TRE-SP vai instalar nas dependências da Escola de Contas do TCMSP os postos para regularizar a situação junto à Justiça Eleitoral, o que permitirá atender cerca de cem pessoas por dia. Quem tiver interesse em participar da campanha deverá providenciar o agendamento, medida que ainda está em estudo, apresentando documento pessoal com foto e comprovante de endereço.

Para que o eleitor seja identificado por meio das digitais na hora de votar, é necessário o cadastramento prévio no sistema. O procedimento envolve a coleta das digitais dos dedos de ambas as mãos, fotografia e assinatura digitalizada de cada eleitor, além da atualização dos dados constantes no cadastro da Justiça Eleitoral.

Segundo dados do TRE-SP, no Estado de São Paulo já são 6.635.362 eleitores aptos a votar com identificação biométrica, o que corresponde a 20,32% do seu eleitorado. Na capital, são 2.624.682 eleitores com biometria, correspondentes a 29,55% do eleitorado.

Para fazer a biometria nos cartórios eleitorais, o eleitor deve obrigatoriamente agendar seu atendimento no site do TRE-SP e comparecer ao cartório eleitoral na data marcada, munido de documento com foto, comprovante de residência e o título eleitoral, se tiver.

A biometria é uma tecnologia que confere ainda mais segurança à identificação do eleitor no momento da votação. Um leitor biométrico é acoplado à urna eleitoral para confirmar a identidade de cada pessoa por meio das impressões digitais armazenadas em um banco de dados da Justiça Eleitoral e que são transferidas para as urnas eletrônicas.

Os mais de 32 milhões de eleitores do Estado de São Paulo têm à disposição 425 cartórios – 58 na capital e 367 no interior – devidamente preparados para coletar dados biométricos exigidos pela Justiça Eleitoral.

Mais informações sobre a biometria podem ser obtidas no site www.tre-sp.jus.br