TCMSP expande uso da ferramenta IRIS em curso na Escola de Gestão e Contas Notícias

10/03/2020 17:00

Além de melhorar a transparência sobre o orçamento municipal e sua execução, a ferramenta IRIS, que está disponibilizada no Portal do Tribunal de Contas do Município de São Paulo (TCMSP) – https://iris.tcm.sp.gov.br/ - permite maior controle social sobre os gastos públicos. Nesse sentido, foi realizado o curso "Introdução ao orçamento municipal: o uso de ferramentas digitais", oferecido pelo TCMSP, nos dias 10 e 12 de março de 2020. Ministrada pelo agente de fiscalização José Alberto Bicudo e pelo coordenador da C-VIII Dilson Ferreira da Cruz Júnior, a aula visa capacitar o munícipe no uso da ferramenta para que ele possa explorar todos os recursos que o programa possui, extraindo assim o maior número de informações possíveis sobre como o dinheiro do cidadão está sendo alocado e gasto.

A importância do curso fica evidente, inclusive, pela diversidade dos participantes. Estão acompanhando as aulas membros da sociedade civil, além de representantes da Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Município de São Paulo (Prodam), do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), da Secretaria da Fazenda, da Controladoria Geral do Município, da Rede Nossa São Paulo e da Prefeitura de Praia Grande.

Durante a exposição, Dilson Cruz explicou que o IRIS é um acróstico de Informações e Relatórios de Interesse Social. "Por quê? Porque entendemos que o orçamento municipal é de fundamental interesse social", observou. A ferramenta é hoje constituída por três visões: a orçamentária; a regional, que traz para o cidadão informações sobre as despesas de cada Prefeitura Regional; e a visão das licitações, que relaciona informações detalhadas sobre as contratações da cidade de São Paulo para a execução de obras e prestação de serviços. "A principal delas é a visão orçamentária, que tem por objetivo conhecer o orçamento dos órgãos e das autarquias da nossa cidade", completou o coordenador da C-VIII.

Os alunos também tiveram a oportunidade de aprender sobre os Dados Abertos, parte importante das bases de dados do orçamento municipal, que agora podem ser baixados de forma simples por qualquer usuário, permitindo ao cidadão definir suas próprias consultas e acompanhar as despesas da Prefeitura segundo seu foco de interesse.

Com tudo o que a ferramenta IRIS oferece, o munícipe pode saber, em tempo real, não apenas quais as prioridades elencadas pela gestão municipal para empregar o dinheiro do cidadão e da cidadã como acompanhar detalhadamente a execução orçamentária do município de São Paulo. Por exemplo, se o dinheiro previamente destinado a uma determinada obra ou serviço está sendo efetivamente gasto. Tal informação é importante também para que a sociedade possa, inclusive, cobrar das autoridades um uso mais racional e correto dos recursos municipais.

Na quinta-feira (12 de março), o curso terá continuidade. Nessa segunda parte será trabalhada a exportação dos Dados Abertos para empenho e tiradas dúvidas sobre alguns exercícios práticos propostos aos participantes.