Acidente em Fukushima é tema de debate na Escola de Gestão e Contas do TCMSP Notícias

02/12/2019 17:00

A Escola de Gestão e Contas do Tribunal de Contas do Município de São Paulo (TCMSP) exibiu, no último sábado (30/11), o filme “Fukushima – 5 Dias Decisivos” (2016), do diretor japonês Futoshi Sato. A iniciativa teve como objetivo debater o acidente nuclear registrado na cidade de Fukushima, no Japão, em 2011, devido a um tsunami, e seus desdobramentos nos dias posteriores ao ocorrido naquele país.

O chefe de gabinete da Escola de Gestão e Contas, Marcos Barreto, falou da importância dessa atividade para um futuro próximo. “Queremos abrir as portas do Tribunal para eventos como esse para que possamos montar uma espécie de cineclube e estarmos abertos para a população”, disse Barreto.

O evento contou com a presença de Francisco Whitaker, ativista social e membro da Coalizão por um Brasil Livre de Usinas Nucleares. Whitaker trabalhou na legenda do filme, com a tradução para o português, esteve em Fukushima e conheceu de perto os estragos feitos pelo acidente. “O filme é muito impressionante, o primeiro ministro japonês à época, Naoto Kan, era físico de formação e pró-nuclear. Com o acidente, passou a ser um militante anti-nuclear”, contextualizou Whitaker.

O debate teve a presença, também, da presidente da Associação Fukushima Kenjin do Brasil, Marina Yumi Imai, que conta com sobreviventes do acidente ocorrido há oito anos. O grupo realiza um trabalho de formação de jovens para conhecer os locais atingidos pelo tsunami e ter contato com a história. “Eles têm um grande objetivo e a exibição desse filme para eles será de grande valia”, afirmou ela.

O diretor-presidente da Escola de Gestão e Contas, Maurício “Xixo” Piragino, acredita que o desafio é facilitar, ainda mais, o acesso ao filme. “Queremos que documentários como esse cheguem às escolas”, destacou Xixo, que agradeceu a presença de todos à discussão. “Queremos contar com mais pessoas aqui na Escola, para que sejamos cada vez mais abertos à população”, finalizou ele.